Blog

Archive for março 2014

Sustentabilidade: o que é, o que não é?

Por Edson Grandisoli, Diretor Educacional da Escola da Amazônia.
Nesses anos trabalhando com o tema da sustentabilidade tenho ouvido de forma bastante recorrente a seguinte questão: “Você trabalha com sustentabilidade. Que bom… Mas o que é sustentabilidade?”

Confesso que a pergunta me perturba até hoje, porém um pouco menos que antigamente.
Autossustentável: O que é Sustentabilidade?
O termo sustentabilidade nasceu da adjetivação do conceito original de “desenvolvimento sustentável”, que tem sido historicamente muito criticado, pois associa ao termo “sustentável” um modelo de desenvolvimento pautado na competição, na exploração desenfreada de recursos e das pessoas, na acumulação e que não se preocupa com o presente e, muito menos, com o futuro. Nesse caso, ainda permanecemos apoiados no velho modelo de crescimento.
“Sustentabilidade”, somente, tem relação com o verbo “sustentar” (do latim sustentare) que, no dicionário Michaelis, está relacionado com manutenção, amparo, equilíbrio, conservação da vida, etc.
Minha busca em diversas fontes sobre o que é “sustentabilidade” tem demonstrado que a resposta mais comum é que não existe uma única definição para o conceito. John Huckle e Stephen Sterling em seu clássico Education for Sustainability (1996)[1], já diziam que:
“Like liberty, justice and democracy, sustainability has no single and agreed meaning”[2]
Para algumas pessoas, entretanto, a ausência de definição parece constituir uma barreira, que impede que o tema seja trabalhado ou discutido em qualquer nível. Vejo isso acontecer com frequência com alguns educadores, os quais consideram o tema relevante, mas não têm conseguido caminhar na discussão do tema com seus estudantes. Nesse caso, sugiro que a necessidade por uma definição de “sustentabilidade” seja substituída por uma pergunta: “A que você e seus estudantes associam o conceito de sustentabilidade?”
Pessoalmente e, apesar da meramente teórica, nunca deixei de acreditar que “sustentabilidade” está associada algo positivo, que permite a construção de uma visão mais integrada e íntegra sobre o planeta, a sociedade e suas interações complexas, e que ela (sustentabilidade) deve garantir a criação de um modelo de perpetuação, não somente da nossa espécie, mas de toda a biodiversidade, do planeta e todos os seus processos.
Atribuir um significado, uma conexão, é muito mais relevante que a busca por uma definição. Para alguns, essa conexão está no ato de economizar água e energia; para outros ela está na preservação da cultura de povos tradicionais e na busca por modelos econômicos mais justos e inclusivos; para outros ainda ela reside em um plano espiritual, de autoconhecimento e busca da felicidade. Tudo bem, seja qual for a associação, o importante é que ela descortine um caminho que leve a ação, ao pensar e fazer diferente, e que esse pensar e fazer gere o bem para muitos.
Sendo assim, mãos à obra. Mais importante que teorizar é buscar a sustentabilidade, seja ela o que for para você.

PS: O título desse artigo é uma singela homenagem a Leonardo Boff e toda sua inestimável contribuição ao tema da Educação e Sustentabilidade.
[1] O livro de Huckle e Sterling está disponível na íntegra no Google Books. Recomendo!
[2] Como liberdade, justiça e democracia, sustentabilidade não tem significado único e acordado.

Read more: http://www.autossustentavel.com/2014/03/sustentabilidade-o-que-e-o-que-nao-e.html#ixzz2wXw8G9WA

Read more: http://www.autossustentavel.com/2014/03/sustentabilidade-o-que-e-o-que-nao-e.html#ixzz2wXvvyUTP

Bookmark and Share

Educação: Transforme, Curta, Compartilhe

Sobre como os jovens podem mudar o mundo por meio da educação e das novas tecnologias.

Vídeo produzido pelo Projeto “Ambientalização Curricular: Exercitando a Transversalidade“, da ESALQ, dentro do âmbito do Programa Pró-Ensino da USP.

O Pró-Ensino visa o desenvolvimento de material didático para a graduação.

Concepção: Silvio Ferraz e Silvio Marchini.
Roteiro: Silvio Marchini.
Ilustrações: Érico San Juan
Locução: Edu Oliveira.
Direção: Paulo Roberto Heise.
Realização: LZP produções

Bookmark and Share